Congresso no Pólo da UTAD:

Chaves reconhecida como a rainha das cidades termais
​No âmbito das celebrações do Centenário do Turismo em Portugal, teve hoje (13 de Outubro) início no auditório do Pólo de Chaves da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), o Congresso Internacional “Destinos de Saúde e bem-estar sustentáveis”, uma iniciativa, que decorre até ao próximo Sábado e reúne especialistas das universidades de vários países: Portugal, Espanha, Inglaterra, Holanda, Roménia, Islândia, Grécia, Finlândia, Irão, Austrália, Sérvia e Suécia.
Em representação da Universidade anfitriã, usou da palavra o Presidente da Escola de Ciências Humanas e Sociais, Chis Gerry, que realçou os contributos nacionais e internacionais da UTAD na docência e na investigação em diferentes dimensões do Turismo, com relevo para as áreas da saúde e bem-estar.
Outras intervenções enalteceram também as estratégias desta universidade, no aproveitamento do elevado potencial do Turismo termal em Chaves, considerada a rainha das cidades terminais. O vice-presidente da Câmara Municipal de Chaves, António Cabeleira, lembrou a propósito que já os romanos tiravam partido desse potencial, assegurando ser a cidade “um destino turístico de referência há mais de dois mil anos”
Por sua vez, o presidente da Comissão Nacional do Centenário do Turismo em Portugal, Jorge Mangorrinha, reconheceu ser este congresso um ponto alto das comemorações do centenário, mercê da qualidade dos seus especialistas e respectivas intervenções, mas também pelo papel que é hoje reconhecido a cidades termais como Chaves, num tempo em que vem sendo cada vez mais valorizado em todo o mundo o turismo de saúde e bem-estar.